Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMOS NOVOS - Católicas e Católicos Homossexuais Portugueses

Ainda que sejamos provenientes de variadíssimos ambientes sociais, geográficos e culturais, partilhamos um elo comum: amamos a Deus e seguimos o Seu Filho Jesus Cristo. Devido a este elo único somos "um só em Cristo".

1 de novembro: Dia de Todos os Santos

Neste dia as nossas intenções vão para todos os irmãos e irmãs perseguidos, agredidos e maltratados um pouco por todo o mundo, pois "Bem-aventurados os que sofrem perseguição por amor da justiça, porque deles é o reino dos Céus".

 

todos-os-santos-frame.jpg

Primeira Leitura

Revelação 7,2-4.9-14
João descreve a sua visão: aqueles que tinham passado pelas tribulações adoram o Cordeiro.

 

Salmo Responsorial
Salmo 24,1-2.3-4.5-6
Aqueles que procuram a face do Senhor serão recompensados.

 

 

Segunda Leitura
1 João 3,1-3
Todos somos agora filhos de Deus.

 

Leitura do Evangelho
Mateus 5,1-12
Jesus ensina o que significa ser feliz.

 

Comentário à Leitura do Evangelho

Todos os anos a Igreja recorda o exemplo, testemunho e oração das mulheres e homens que foram identificados pela Igreja como Santos. Estes santos são mais do que modelos. Eles são membros da família com os quais continuamos a manter uma relação, num laço de oração, chamado de Comunhão dos Santos. Todos os anos, quanto celebramos este dia, o Evangelho que proclamamos relembra-nos Jesus a ensinar sobre a felicidade, as Beatitudes. Rapidamente reparamos, nesta leitura, que nenhum dos nomes a que Jesus se refere como "abençoado" ou "feliz" é o esperado... os pobres de espírito, os mansos, os perseguidos. A matriz de Jesus sobre a felicidade reflete pouco do que o mundo chama felicidade.

 

O que quer Jesus dizer qundo usa a palavra "abençoados"? Esta palavra é alguma vezes traduzida como "felizes" ou "afortunados" ou "favorecidos". Por outras palavras, Jesus está a dizer que o favor divino se encontra sobre aqueles que são pobres, que choram, que são perseguidos. Isto pode ter sido algo de bem-vindo e surpreendente para as multidões que escutavam Jesus naqueles tempos.

 

As Beatitudes podem ser entendidas como o enquadramento da vida cristã. Devido a elas é perfeitamente natural que proclamemos este Evangelho na Festa de Todos os Santos, pois os santos são pessoas que viveram o espírito das Beatitudes tal como Jesus as viveu. Neste dia, também nós somos desafiados a modelar as nossas vidas de acordo com o espírito e promessas das Beatitudes.

Mais sobre nós

imagem de perfil