Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMOS NOVOS - Católicas e Católicos LGBT (Portugal)

Ainda que sejamos provenientes de variadíssimos ambientes sociais, geográficos e culturais, partilhamos um elo comum: amamos a Deus e seguimos o Seu Filho Jesus Cristo. Devido a este elo único somos "um só em Cristo".

Sou o responsável pela perseguição aos homossexuais que houve em Cuba: Fidel Castro

 

O líder cubano Fidel Castro reconhece ser o principal responsável pela perseguição de homossexuais na ilha no início da Revolução Cubana, segundo entrevista exclusiva publicada nesta terça-feira pelo jornal mexicano "La Jornada".

Essas declarações estão na segunda parte, divulgada hoje, da entrevista de cinco horas de duração concedida à jornalista e directora do "La Jornada", Carmen Lira, a primeira de Fidel a um meio de comunicação escrito estrangeiro desde que reapareceu na vida pública há cerca de 40 dias.

 

Segundo o líder, a perseguição dos homossexuais ocorreu em momentos de "uma grande injustiça" e reconheceu não ter prestado "suficiente atenção" àquele facto.

 

"Se alguém é responsável, esse sou eu", admitiu Fidel, que neste momento está "tentando delimitar" a sua responsabilidade naqueles factos.

 

Fidel citou os atentados que sofreu nos primeiros compassos da Revolução para justificar factos que lhe alteraram "extremamente" e complicaram algumas de suas decisões. "A guerra contra os ianques, o assunto das armas e, quase simultaneamente a eles, os atentados contra minha pessoa", mencionou.

 

O "La Jornada" lembra que, desde os anos 1990, a homossexualidade está descriminalizada em Cuba e, desde 2008, é possível fazer cirurgias gratuitas no país para mudança de sexo.