Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMOS NOVOS - Católicos Homossexuais

Ainda que sejamos provenientes de variadíssimos ambientes sociais, geográficos e culturais, partilhamos um elo comum: amamos a Deus e seguimos o Seu Filho Jesus Cristo. Devido a este elo único somos "um só em Cristo".

Neste 17 de maio, OREMOS JUNTOS por um mundo sem homofobia

17MaioCapaFacebook.jpg

 

Continuemos a ser obreiros/as da cultura do encontro!



Caros amigos e amigas, irmãos e irmãs em Jesus Cristo,

 

Circunstâncias várias, entre elas o atraso na preparação de uma celebração condigna, levam-nos (como infelizmente já aconteceu em 2016) a alterar a forma como iremos assinalar o próximo dia 17 de maio, Dia Internacional Por Um Mundo Sem Homofobia.

 

Iremos lembrar os irmãos e irmãs vítimas da violência, da exclusão e do preconceito. É justo fazê-lo, porque nenhum ser humano deve ser humilhado. Nenhum ser humano deve sentir-se diferente ou inferior aos outros.

 

O próprio Papa Francisco, respondendo aos jornalistas no regresso da Jornada Mundial da Juventude no Brasil, disse: “Se uma pessoa é gay e busca o Senhor e tem boa vontade, quem sou eu para julgar?”.

 

São palavras muito bonitas e profundas, que no Rumos Novos podemos confirmar pela experiência de partilha e oração que temos presente nos nossos vários momentos em conjunto. São testemunhos ‘muito humanos’ e com grande sensibilidade, de tantos e tantas que procuram verdadeiramente Deus.

 

Por isso, o Santo Padre convidou-nos a não julgar. Quem somos nós para subir num pedestal e apontar o dedo? Quem somos nós para condenar e atirar pedras? Quem somos nós para sentir desprezo? Quem somos nós para excluir e rejeitar?

 

46912d63963898d04f49aebb034d2267.jpg

No entanto, também neste importante dia, todos e todas nós, católicos e católicas homossexuais, não nos podemos esquecer dos irmãos e irmãs que têm outra visão sobre algumas questões da nossa vivência. Com eles e elas sejamos igualmente tolerantes e saibamos escutar, como gostamos que nos escutem a nós. Não criemos um “complexo de homofobia”, mas uma “cultura do entendimento”, pois para muitos desses irmãos e irmãs é possível, de facto, respeitar plenamente os católicos e as católicas homossexuais, como qualquer outra pessoa no mundo, sem, no entanto, compartilhar algumas das nossas aspirações. É já um caminho…

 

Na noite de 17 de maio, vamos unir-nos espiritualmente na oração, com todo o nosso coração, aos nossos irmãos e irmãs homossexuais que ainda vivem no armário; que são perseguidos, ultrajados e abusados; que são presos e torturados em função da sua orientação sexual; que são mortos em função dessa mesma orientação. A todos e todas vamos apertá-los num grande abraço espiritual e dizer-lhes que somos todos filhos de Deus.

 

De igual modo, busquemos, com todos e todas os irmãos e irmãs, sem exceção, as coisas que nos unem e rezemos juntos ao Senhor, em nome desses valores que estão escritos no coração de cada ser humano.

 

Por isso, apelamos a todos e todas que pelas 22h00, do próximo dia 17 de maio, onde quer que nos encontremos, que acendamos uma vela e oremos, pedindo ao Senhor por todos aqueles e aquelas que diariamente sentem na pele o que é ser diferente.
 
 
Para quem quiser, partilhamos aqui um esquema para orarmos, em conjunto, espiritualmente neste dia, ainda que afastados uns dos outros.
 
 
Gostaríamos de vos pedir que partilhassem connosco as velas e os espaços de oração que criarem neste dia 17 de maio.

 
Poderão fazê-lo diretamente na nossa página no facebook, ou enviando-as por e-mail.

 

Mais sobre nós

imagem de perfil