Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RUMOS NOVOS - Católicos Homossexuais

Ainda que sejamos provenientes de variadíssimos ambientes sociais, geográficos e culturais, partilhamos um elo comum: amamos a Deus e seguimos o Seu Filho Jesus Cristo. Devido a este elo único somos "um só em Cristo".

NOTA DE IMPRENSA: 17 DE MAIO - Dia Internacional por um Mundo Sem Homofobia

Por Um Mundo Sem Homofobia

Num ano em que a coadoção foi marcante para a vida das famílias de pessoas do mesmo sexo, muitas delas constituídas por homens e mulheres homossexuais católicos e quando a questão ainda, infelizmente, não se encontra resolvida, pareceu-nos de extrema importância ser esse o tema central da campanha para o Dia Internacional Contra a Homofobia de 2014.

 

Deste modo, a associação Rumos Novos - Homossexuais Católicos traz a público a campanha de 2014 para combater a homofobia. Através desta campanha, pretendemos desmistificar a parentalidade de pessoas do mesmo sexo de modo a reduzir o preconceito em relação às crianças que crescem em famílias com pais do mesmo sexo.

 

A publicação da componente visual da campanha marca o início da campanha de 2014 para o Dia Internacional Contra a Homofobia, que culminará a 17 de maio. Com «Eu Amo as Minhas Duas Mães/ Eu Amo os Meus Dois Pais» como tema, a componente visual da campanha retrata crianças que sorriem e estão orgulhosas das suas famílias. Estas crianças são iguais a quaisquer outras, exceto pelo modo como a sociedade algumas vezes encara a homossexualidade e, por associação, a sua família e elas próprias.

 

Para promover a abertura de espírito, é essencial que certos mitos sejam desconstruídos. Pelo que, para este ano, escolhemos discuti-los, particularmente, aqueles relacionados com as capacidades de parentalidade, o desenvolvimento da criança e os modelos parentais.

 

Em simultâneo, a associação Rumos Novos – Homossexuais Católicos juntou-se à iniciativa do Progetto Gionata – Portale su fede y omosessualità (Itália) e em conjunto com vinte e seis comunidades cristãs e católicas de outras associações congéneres de Itália, Reino Unido, Malta, Holanda e Espanha realizará uma vigília de oração (Lisboa e Porto) tendo por base o convite da Carta de S. Paulo aos Romanos «acolhei-vos uns aos outros, na medida em que também Cristo vos acolheu, para glória de Deus.» (Rm 15, 7) e onde se lançará um «grito» contra a violência da homofobia, porque «quando a vida se converte em oração e a oração fala da vida somente pode acontecer algo de maravilhoso, mais forte que qualquer tipo de discriminação».

Oração do Espírito de Chipiona

Chipiona (Catedral)

Deus e Pai bom, que nos amas e nos procuras.

Queremos-Te. Queremos-Te e sentimo-nos queridos.

Somos obra tua, causa da Tua criação e temos a certeza

de que jamais nos abandonas à nossa sorte.

Prova disso é aqueles Arco-Íris de cores,

que mostraste a Noé como fidelidade de amor

ao homem e à mulher de cada época (Gn 9, 13).

A pessoa é o Teu fascínio, Pai de amor.

A pessoa, a sua dignidade e a sua vida.

Por isso, chegado o momento enviaste-nos o Teu Filho Jesus,

que  terminaria com um testemunho de vida e obras,

o amor que sentes pelo mundo e pelas pessoas.

Jesus mostrou-nos o rosto vivo da misericórdia,

do perdão sem fim.

Foi o rosto vivo da amorosidade distribuindo amor em Teu nome,

restaurando a dignidade perdida, cuidando dos marginalizados,

acalmando os desejos de vingança e mostrando a todos

que é possível ser as mãos de Deus, sendo fraternos,

respeitosos e compreensivos.

Quando Jesus estava reunido com os seus discípulos,

enviou-nos o Seu Espírito Santo.

Como força renovadora.

Como ânimo perene para continuarmos vivendo com esperança

no sentido comunitário do cristianismo e dos seus valores.

Por este mesmo Espírito Te damos graças Pai.

Porque o sentimos próximo, na nossa vida.

E porque este Espírito foi sentido por nós de maneira especial em Chipiona,

junto à nossa mãe a Virgem Maria de Regla e fundamento da nossa fé.

Que o Teu Filho Jesus nos continue a animar com este Espírito

que nos foi dado e pelo qual vivemos.

Que por intercessão da Virgem Maria, Regra e amparo da nossa fé,

todos continuemos a nos sentirmos irmãos e irmãs

e abraçados pelo amor de Jesus Cristo. Ámen.

 

 

 

 

 

 

 

 Oração escrita por: Floren Salvador Díaz Fernández

Texto original: Cartujo con Licencia Propria

Tradução: José Leote (Rumos Novos)

 

Um chamamento para este 7 de setembro: Dia Mundial de Oração e Jejum

Guerra na Síria

Que no dia de hoje, dia de oração e de jejum, como nos pediu o Papa Francisco, saibamos unir as nossas orações e as nossas mãos em favor da paz na Síria. Fica aqui o nosso reforço nesta convocação para todos os cristãos, homossexuais e heterossexuais, darem o seu apoio a este chamamento interdenominacional histórico para a oração e o jejum, incluindo entre os temas das orações o povo da Síria. Que os cristãos orem pedindo a Deus, em nome de Jesus Cristo, o Príncipe da Paz, para que a paz prevaleça nesse país.

 

Temos de nos interessar, chorar e orar pelas crianças que caem mortas lá no Médio Oriente, após um ataque com armas químicas na Síria, como se fossem crianças que tombam perto de nós.

 

Como homossexuais católicos, temos de chorar e orar pelos irmãos e irmãs homossexuais desse martirizado país, onde a homossexualidade é ilegal e os homossexuais são punidos com três anos de prisão e denominados de “shaz” (anormais), muitos deles perseguidos, torturados e mortos.

 

Porém, nestes tempos conturbados e de perseguição, como cristãos, lembramo-nos também que Damasco é lugar de renovação, de esperança e renascimento.

 

Estava a caminho e já próximo de Damasco, quando se viu subitamente envolvido por uma intensa luz vinda do Céu. Caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: «Saulo, Saulo, porque me persegues?» Ele perguntou: «Quem és Tu, Senhor?» Respondeu: «Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Ergue-te, entra na cidade e dir-te-ão o que tens a fazer.»

 

Por isso, peçamos ao Senhor, pela intercessão de S. Paulo, este grande homem de Deus, o dom da PAZ na Síria e no mundo inteiro.

 

A PAZ para todos!

 


  

José Leote

(Coordenador Nacional Rumos Novos - Homossexuais Católicos)

Ao pés da Cruz...

Hoje relembramos a importância da cruz. A ida à cruz é um momento muito emocionante de intimidade com o PAI...

 

Aqui fica um dos cânticos que sugerimos para que, em silêncio, falemos com DEUS.... Oiçamos, no silêncio, o seu amor gratuito por nós...

 

 

Nada te turbe,
Nada te espante,
Quem a Deus tem
Nada lhe falta.

 

Nada te turbe,
Nada te espante,
Quem a Deus tem
Nada lhe falta:
Só Deus basta

 

Tudo passa,
Deus não muda,
A paciência tudo alcança;
Nada te turbe,
Nada te espante,
Quem a Deus tem
Nada lhe falta.

 

Só em Cristo a confiança,
Só nele o meu apego,
Nos seus cansaços o meu alento
Em imitá-lo a folgança

Aqui jaz a minha força,
aqui a minha segurança,
a prova da minha verdade,
a mostra da minha força.

 

Já não durmais, não durmais,
Pois não há paz na Terra.

 

Não haja nenhum cobarde,
aventuremo-nos na vida.
Não há que temer, não durmais,
aventuremo-nos na vida.

 

Nada te turbe,
Nada te espante,
Só Deus basta.

 

Orar na debilidade

«Pensa-se com demasiada frequência 

que para a oração ser fervorosa, eficaz e penetrante
é necessário que se alimente
de uma intensa atividade exterior ou intelectual;
não é assim.
Inclusivamente num desses estados de fadiga
em que já não disponho das minhas faculdades,
em que não posso nem sequer pensar,
num desses estados que me deixam insensível a tudo,
a minha oração será eficaz
sempre que esta virtude da FÉ, que vive em mim,
busque a Deus,
ofereça a sua confiança
e o seu amor a Deus.
A oração é sempre possível
justamente porque a alma
pode sempre realizar
este ato interior de fé.»
(Venerável Padre Maria-Eugénio do Menino Jesus, Movidos pelo Espírito)
 
Senhor,
Como me engano,
julgando que a oração está primeiramente em falar muito com Deus,
pensar muitas coisas belas,
ou sentir consolações.
Sei que a meditação é importante para acender o fogo do amor,
Mas a oração está primeiramente
em encontrar-me com a Tua Pessoa Viva,
em estar conscientemente na Tua Presença
e acreditar no Teu Amor por mim.

Estar ciente da Tua presença e do Teu amor.

É isto que me dá vida e me basta!

Mais sobre nós

imagem de perfil