Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMOS NOVOS - Católicas e Católicos LGBT (Portugal)

Somos católic@s LGBT que sentiram a necessidade de juntos fazerem comunhão, partilhando o trabalho e as reflexões das Sagradas Escrituras, caminhando em comunidade à descoberta de Deus revelado a tod@s por Jesus Cristo.

Ian McKellen cria um programa de apoio para as pessoas LGBT com mais de 50 anos

ian-mcKellen-1.jpg

O lendário ator do Senhor dos Anéis e dos X-Men, Ian McKellen, acaba de criar um programa de apoio para as pessoas LGBT com mais de 50 anos.

 

O ator inglês uniu-se à fundação benemérita britânica LGBT Foundation para criar o Pride in Ageing (Orgulho em Envelhecer). O programa foi apresentado no passado dia 5 de junho no Barclays Eagle Lab, em Manchester (Reino Unido).

 

«Ninguém nasce com preconceitos, isso é algo que se aprende», afirmou McKellen no evento.

 

«Agitar a bandiera pela igualdade total e pelo amor é algo que tem o meu apoio absoluto», acrescentou ainda.

 

Pride in Aging trabalhará para por um fim às desigualdades que enfrentam as pessoas LGBT com mais de 50 anos e garantir que estas tenham acesso a uma habitação e cuidados inclusivos mais à frente nas suas vidas.

 

ian-mcKellen1-600x208.jpg

O programa abordará igualmente o isolamento social que enfrentam as pessoas LGBT com mais de 50 anos [no Reino Unido], que acaba tendo um impacto significativo na sua saúde, felicidade e bem-estar.

 

Para além disso, celebrará igualmente os aspetos positivos de ser uma pessoa LGBT na terceira idade. O objetivo é reunir as pessoas para partilhar as suas histórias e experiências e construir uma comunidade ativa e empoderada.

 

D8S6R-cXoAAdxF6.jpg

 

«Estamos incrivelmente agradecidos a Sir Ian por lançar esta nova iniciativa incrivelmente importante», afirmou Martin OBE, Diretor Executivo da Fundação LGBT.

 

«Sabemos que as pessoas LGBT com mais de 50 anos têm um risco muito maior de isolamento e são pouco reconhecidas nos serviços de saúde e assistência social e podem enfrentar discriminação devido à sua orientação sexual ou identidade de género. Cremos que todas as pessoas LGBT com mais de 50 anos têm o direito a uma excelente qualidade de vida nos seus últimos anos e esperamos trabalhar para por fim às muitas desigualdades que enfrentam as pessoas LGBT na vida da metade das suas vidas.»

 

Fonte: Oveja Rosa