Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMOS NOVOS - Católicas e Católicos LGBT (Portugal)

Somos católic@s LGBT que sentiram a necessidade de juntos fazerem comunhão, partilhando o trabalho e as reflexões das Sagradas Escrituras, caminhando em comunidade à descoberta de Deus revelado a tod@s por Jesus Cristo.

Morreu António Alves Vieira, ator e ativista dos direitos LGBTI

AAV.jpg

 

 

O ator e ativista dos direitos LGBTI, António Alves Vieira, pôs fim à sua vida a 11 de Agosto de 2018, aos trinta anos de idade.

 

Nascido em Marco de Canavezes, estudou na Academia Contemporânea do Espectáculo do Porto. Mais tarde rumou a Paris para aperfeiçoar os seus conhecimentos artísticos, na École International de Theatre Jacques Lecoq.

 

Trabalhou como ator em várias companhias, como o Teatro do Bolhão, o Centro Dramático de Viana/Teatro do Noroeste, Teatro das Beiras, Terra na Boca.

 

Trabalhou também como produtor e fez espectáculos por sua iniciativa, com textos escritos para si. Participou entre outros, no filme “A rapariga da máquina de filmar”. Na televisão integrou o elenco de séries e novelas. Era formador de teatro, de interpretação e de movimento.

 

Estava atualmente a trabalhar no projeto de interpretar um texto escrito pela Regina Guimarães.

 

Além de ator, era também poeta, tendo publicado um livro de poemas.

Ativista do movimento LGBTI em Portugal, António Alves Vieira era um militante ativo das Panteras Rosa e um impulsionador da Marcha do Orgulho LGBT do Porto.

 

Foi criada uma página no facebook em memória do António Vieira, onde poderão deixar as vossas mensagem, clicando aqui.

 

À família enlutada por este trágico desfecho, a Rumos Novos - Católicas e Católicos LGBT endereça os seus mais sentidos pêsames.